19 de abr de 2011

VIDA - LAPSO DE TEMPO


                                                                   

No exercício da advocacia, muito falamos em decurso de prazo. Há prazos para quase todos os atos, sob pena de perdermos a oportunidade de lutarmos, na esfera judicial, por nossos direitos.

Se estendermos nossos conceitos, vamos ver que tudo tem um momento, uma época certa, um período de duração. Até a vida. O que é a vida senão um prazo de existência? E se tem prazo, tem termo final; com uma significativa diferença,   ele  não é do nosso conhecimento.

Muitas vezes, negamos às crianças e jovens, sem justificativa fundamentada, a prática de atos que lhes vão proporcionar crecimento. Se ficarem magoados pela vida, por suas escolhas, vão se recuperar. Todos superamos obstáculos, independente da idade. Mas precisamos passar por nossos caminhos. Eles também. Temos sempre a convicção de que, por serem jovens, têm a vida toda pela frente. E costumamos dizer isso , frequentemente, nos esquecendo de que desconhecemos o quanto durará sua existência. Por outro lado, todas as pessoas dizem aos que têm mais idade para aproveitarem, já que a vida é curta. Não é  idade que vai estabelecer o tempo de duração da vida.


                                                          

Se nenhum de nós sabe quanto tempo ficaremos aqui, não devemos dificultar a vida uns dos outros. Precisamos ter sabedoria para aproveitar o que recebemos, para agradecer, para dizer as palavras necessárias, sejam de censura ou de felicitações. Passamos tanto tempo remoendo mágoas, carregando infelicidades, ocupando nossos espaços com futilidades e negativismo. Podemos passar pela vida ou viver a vida. E a segunda opção é, sem dúvida, a melhor delas.

Erros e acertos farão sempre parte de nossos caminhos, mas não vão dterminar, se não permitirmos, que nos sintamos inferiores ou superiores aos demais. Há aqueles que transformam problemas em oportunidades. São os reais vencedores.


                                                                 
Julgamentos e preconceitos são obstáculos . Devem, de pronto,  ser eliminados. Tudo que constitui atraso de vida  há quer retirado do caminho, bem depressa, já que não sabemos até onde vamos caminhar. Pra que levar peso desnecessário?

Sem fazer disso motivo de infelicidade, precisamos manter luz em nossas vidas sem nos esquecermos de sua efemeridade.  Que seja bela, que possamos aproveitar os momentos , tornando-os, sim, eternos. As alegrias que dividimos, o perdão que concedemos, o amor que doamos... nunca serão esquecidos. Estes, sim, não têm lapso de existência.

Um comentário:

  1. REALMENTE, DURANTE NOSSA JORNADA DEVEMOS NOS DESFAZER, AOS POUCOS, DE TUDO QUE DIFICULTA NOSSA
    CAMINHADA. ASSIM, MAIS LEVES, SEM RESSENTIMENTOS OU OUTRO TIPO DE SENTIMENTO INFERIOR, CAMINHAREMOS EM PAZ DURANTE O TEMPO QUE NOS RESTA EM NOSSA EXISTÊNCIA TERRENA. BJ.

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...