16 de abr de 2011

AMIZADE E AMOR

                                                             
É mais fácil manter uma real amizade que um amor. Os amigos não fazem cobranças, escutam, são solidários, riem e choram com você, não dão importância ao fato de estar gorda ou magra, despenteada... e assim por diante. Porque? Os amigos não se policiam no relacionamento e não tentam  vender uma falsa imagem. Assim, os anos passam, suas vidas mudam, mas quando se encontram é uma alegria. Voltam ao passado, têm lembranças felizes e ficam ansiosos por contar as novidades. Aos amigos verdadeiros se fala tudo, não há segredos. Mas existe respeito. É feito um pacto sem palavras ou contrato, sempre seguido por ambas as partes.

A relação afetiva costuma ser permeada pela insegurança, pelo medo de se mostrar, pelas máscaras, pelas meias verdades. Porque cobramos tanto de nosso amor? Porque não temos o mesmo comportamento adotado com nossos amigos? Pelo receio da perda?

Não há regras para se manter uma relação duradoura e harmoniosa, mas alguns ítens básicos devem, por certo, ser observados. Ninguém se sente feliz diante de alguns comportamentos, tais como:



Tentar prender com correntes e cobranças. O amor é livre e as pessoas devem ficar juntas por opção. Quanto mais se segura, mais o outro foge.



Não se deve ficar controlando horários. Ninguém quer ficar aflito em um compromisso ou no trânsito, apenas para agradar você. Essa situação não dura muito tempo e o incômodo de ficar dando explicações fará com que se transformem em palavras vagas e desconforto.


Não impeça a pessoa de falar ou deixe de acatar seus argumentos como se fosse dona da verdade. Somos todos diferentes e podemos muito bem conviver com modos de pensar distintos, preferências diversas, desde que haja respeito .

Tenha amor por você. Cuide-se. Conserve seus amigos. Leia. Faça programas que lhe dão prazer, caso não possa compartilhá-los com seu amor. E dê a ele os mesmos direitos. 

  

Ninguém gosta de conviver com lágrimas e reclamações. Com "cara feia", mau humor. E o sexo não é arma para qualquer barganha.

Todos os relacionamentos duradouros dos quais temos conhecimento são baseados no respeito mútuo, na sinceridade, na capacidade de ouvir e perdoar. E todos passam por fases difíceis, onde o companheirismo e a cumplicidade vão desempenhar um papel fundamental no vencimento dos desafios.

Apenas nos livros e nos filmes os amores são perfeitos. Os atores estão desempenhando um papel e nós vivendo nossas realidades. Da mesma forma que um remédio cura uma pessoa e não é indicado para outra, comportamentos de conhecidos não devem ser seguidos. São estórias diferentes, pessoas com educação e vivência diferentes. O melhor ainda é seguir a intuição, não discutir quando uma das partes está tomada pela raiva, não ficar trazendo o passado à baila (já foi), não fazer comparações (são sempre desastrosas). E devemos rir muito. A alegria ilumina qualquer ambiente e dá vida a qualquer relacionamento.

                                                                                

2 comentários:

  1. MUITO BEM COLOCADO. NO ENTANTO, VIVENCIAR NEM SEMPRE É FÁCIL.
    APRENDI COM UM EX ALGO IMPORTANTE E QUE VOCÊ FOCALIZA EM SUA POSTAGEM. ELE DIZIA: SE QUISER
    PRENDER, SOLTE...
    BJ.

    ResponderExcluir
  2. Nossa ... Adorei, você falou tudo. Nos relacionamentos as cobranças são comuns, creio que idealizamos a pessoa e cobramos dela a perfeição, e isso não existe. Perfeito é aceitarmos a pessoa que amamos do jeito que ela.
    Bjinhos no coração,
    *Sil*

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...