3 de mai de 2013

QUER RELAXAR? VAI DE CARRO !










(Roman Urbinskiy )
                                                                 
                                            
A luta entre caminhões e ônibus, por um inexistente espaço, me deixou enlouquecida, nas ruas onde precisei passar. Obras, obras e obras na cidade, em razão dos futuros eventos esportivos. Danem-se os motoristas! E também os comerciantes, coitados, desesperados porque não há calçadas e ninguém caminha perto de seus estabelecimentos. 

Os carros ficavam espremidos entre aqueles pequeninos veículos e eu nem sabia para onde olhar primeiro. Se ficasse muito atenta, tão somente, aos seus movimentos, deixando de observar, por segundos, o retrovisor, seria atropelada por uma das muitas motos que ziguezagueavam no trânsito. Meus olhos pareciam passos de dança, descontrolados.
Creio que os motoristas de ônibus são todos de esquerda porque não permanecem na pista onde passageiros os aguardam e onde deveriam estar, a da direita.

Em meus devaneios, comecei a imaginar as ruas como prédios exclusivos para garagens, ou seja, umas sobre as outras. No térreo, circulariam os ônibus e caminhões . No andar de cima, os carros. E no último, as motos , bicicletas e afins. Quem sabe, até os cavalos?

E entre todos nós, perigosamente, vendedores de água, de protetores e demais bobagens, me assustando. Cada um que se aproximava me levava a fechar todos os vidros, com receio de assalto. Naquele tumulto, pensei que não conseguiria chegar em casa sem um amassado no carro.  Ufa, que sacrifício!

Pior é que, quando liguei a TV, lá estavam o Lula e a Presidente Dilma falando, entre outras coisas, que todos estão realizando seus sonhos, com o "crescimento e desenvolvimento do país", como o da "casinha" e o do bendito carro.  Não buscam melhoria do trânsito, mas estimulam a aquisição de veículos, patrocinando os interesses das fábricas, sem atentar para as consequências, entre as quais o endividamento que, certamente, deixará os pátios das revendedoras abarrotados de bens apreendidos por falta de pagamento.

Era pra rir ou chorar????

                                                                  Marilene

23 comentários:

  1. Sinceramente minha amiga! As duas coisas.
    Rir da palhaçada politica que nos enrola sempre, e a mão suave com luvas de pelicas sentida a cada demagogia aplicada em nosso suor de trabalhador. Palhaços nós? Deveria haver mais espelhos no congresso.

    Teu texto merecia um outdoor.
    Beijos e bom dia amada.

    ResponderExcluir
  2. Ambos! Rir e chorar... entendo sua indignação!

    ResponderExcluir
  3. Acho que é pra chorar. Eu, cada vez mais uso menos o carro. Detesto o trânsito e suas loucuras cada vez maiores. Até quando o incentivo aos carro(aliás, entra quem quer nessa: vão atrás das ilusórias 1500 prestações e depois perdem o carro,sem poder pagar!)sem pensar nas vias!!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Bom dia,Marilene!!

    É de chorar, minha amiga!! Uma vergonha. Meu marido leva quase duas horas para ir de Gravataí até Porto Alegre,isso para percorrer poucos quilometros...o mesmo que levaria para ir á Praia!!
    Mas nas propagandas políticas só há elogios e melhorias...mas onde???!!!
    E olha que nem falamos na saúde, na educação, etc...
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Pois é amiga...Uma duvida que sempre nos paira: Rir dos sorrizinhos sarcásticos das caras de pau na tv. Ou sentar e chorar por assistir tanto egoismo da parte dos mesmos!
    Ontem o Lula(meu esposo rs)precisou sair para comprar um remédio pra mãe que só é vendido com receita, teve que voltar e deixar o carro pra tentar ir de ônibus sem passar tanta raiva, pois o tumulto no trânsito segundo ele, era enlouquecedor!

    Concordo com o primeiro comentário: "Teu texto merecia um outdoor."

    Beijos e bom dia!


    ResponderExcluir
  6. MARILENE:Boa tarde, querida!

    Moro no interior, geralmente por aqui essas situações não existem muito...!Mas já morei em cidades com bem mais movimento, como Recife e Belo Horizonte, já enfrentei muitos engarrafamentos....rrss! É triste e estressante! O problema está mesmo com esses políticos, que não fazem nada para melhoria...!

    Seu blog é bem feminino,lindo e charmoso.A imagem desta bela mulher é glamourosa!

    Vou te seguir agora.E obrigada por ser minha mais nova parceira.

    Farei presença, querida.Beijos e uma ótima tarde.

    ResponderExcluir
  7. Minha cidade ta um caus tbm....vou te falar to rindo chorando, pq esses politicos não ligam para nós pobres mortais não.

    ResponderExcluir
  8. É duro amiga Marlene ver tudo o que está acontecendo em prol de um evento esportivo enquanto pessoas morrem nas filas de hospitais por falta de atendimento sério.
    Um abraço. Tenhas um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  9. Pra chorar, né Marilene? E muito. Ótimo texto. E faltou vc citar os ciclistas que na mídia sempre surgem como vítimas, mas que na realidade muitas vezes andam na contramão, assustam pedestres e não respeitam o sinal vermelho. É tudo um pandemônio.

    Pior ainda são esses discursos patéticos da duplinha citada que ama um assistencialismo. Beijos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Estamos no Brasil da mentira, num processo revolucionário perverso e que precisa ser contido antes que fiquemos totalmente desvalidos em meio a tanta balbúrdia, mentira, cinismo, corrupção e gana pelo poder.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde!!!
    Bom final de semana
    Agradeço sempre sua visita que
    deixa meu Cantinho sempre feliz
    Obrigado pela bela amizade
    Parabéns por ter sempre o melhor para oferecer
    Bjussss

    __Rita___♥

    ResponderExcluir

  12. Que situação! rsrsrs. A imagem a representou muito bem-rsrs
    Vai de táxi, mana. É assim que ando fazendo ultimamente. É absurdo deixar o carro na garagem para pegar um táxi, mas o desgaste é bem menor.
    Nossa BH já não comporta mais veículos, aliás, onde comporta?
    Com o incentivo do governo todos desejam ter seus carrinhos, mesmo sem noção dos custos que isto implica. O resultado é o esperado, ou seja, endividamento e o país "quase parando" em termos de crescimento.
    Solidarizo-me com sua indignação.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. As duas coisas amiga... passando para conhecer seu espaço.
    Muito lindo esta de parabéns.
    Gostaria de colocar seu link no meu cantinho, será que posso?
    Tenha um lindo domingo.
    Beijos

    http://sonhosecarinhosdetimel3.zip.net

    ResponderExcluir
  14. Oi, Marilene! Excelente reflexão...moro em uma cidade do interior mas é notável que o crescimento no número de carros, motos, bicicletas, caminhões e afins não teve o acompanhamento necessário do desenvolvimento do trânsito. Isso sem falar no trem que corta as principais vias de acesso da cidade em horários de pico.
    Vai que que a Dilma e o Lula moram em um outro país...
    Fiquei imaginando sua ideia bárbara sobre trânsitos virando prédios, hahaha.
    E nesse turbilhão nem dá para ganhar a vida vendendo coisas porque dá-lhe o medo de assalto.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. Nem me fale!
    Nas olha, nem de carro dá para relaxar hj! Eu demoro mais de 30minutos para descer um pontilhão todos os dias aqui na unha cidade!
    É edtressabte isso!

    Bjs

    www.culturaviciante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá! Boa tarde
    Marilene
    Obrigado pelo carinho de sempre
    ...quando ouço alguém falar de trânsito , lembro que o homem conseguiu desequilibrar tudo, a partir do momento em que destruiu a Selva de Mato e construiu a Selva de Pedra. Um processo de urbanização sem controle e apressado, e uma intensa desigualdade social. Se há um lugar que aufere adequadamente o grau de civilidade, o trânsito é onde melhor se revelam, é nas ruas que o povo mostra a sua face mais desorganizada, calcada no improviso e na falta de disciplina, colecionando histórias de conflitos e agressões provocados pelo estresse da desorganização, o trânsito no País é uma verdadeira guerra que se trava todos os dias.E sem dúvida ,essa sua ideia de verticalização seria tão boa para "atender à demanda do mercado”, não?
    Bem...políticos que não sabem mais do que rosnar sofisma...deveriam pensar num modo que a colocação de radares e as multas aplicadas tenham verdadeiro sentido disciplinador, e não apenas arrecadar para uma estrutura que se mostra ineficiente para ordenar o sistema.
    Boa semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Pois só pensam em satisfazer o mundo do capital, mesmo que se traduza em
    infernizar a vida das pessoas. Tal como cá.
    Beijinhos
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  18. Boa noite Marilene, pois é carros abarrotando pátios por falta de pagamento e os governantes enchendo seus bolsos com obras superfaturadas e abandonadas...bjks esse é nosso Brasil.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Marilene,

    Querem nos fazer acreditar que está tudo "divino e maravilhoso"...quando, na verdade, o país está de pernas pro ar!

    Abraço do Pedra

    www.pedradosertao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. São coisas que nunca antes na historia desse país tinha acontecido. PTralhas!
    Abraço

    ResponderExcluir
  21. Este é o retrato do Brasil que a presidenta teima em falar que é o Brasil carinhoso...que palhaçada.
    Um abraço Marilene e vamos relaxar se não enfartaremos.

    ResponderExcluir
  22. Com tantos governos descomprometidos com o povo é de chorar, gritar, esbravejar e não votar nessas criaturas abomináveis!
    Acorda, povão! Tem o queijo e a faca nas mãos, mas vai na onda...
    Beijoooooo!

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...