14 de fev de 2012

ILUSÃO

                                                           
Só lia contos de fadas. De princesa era chamada. E passou a acreditar nesse mundo de ilusão. Nos seus sonhos, aguardava a carruagem real. E se via dançando a valsa no imenso salão de um palácio encantado. Assim deixou transcorrer a infância, ignorando tudo que ocorria lá fora.  Passou a viver em seu mundo especial.

Na adolescência, ignorava os jovens de sua idade porque não correspondiam ao seu ideal. Vivia às margens da realidade. Não ousou mudar a leitura, não percebeu que o tempo corria e que o relógio, há muito, afastara a hora das criações imaginárias.

Perdeu-se nas florestas iluminadas e deixou de ver os jardins. Caminhou sob o céu estrelado mas deixou de sentir o calor do sol. Preencheu seus dias com o arco íris e se recusou a ver a chuva que alimentava os campos, tornando-os verdes e propícios para receber as sementes. A beleza do irreal impediu que escolhesse caminhos, que aprendesse terem as flores espinhos, que entendesse não serem as coroas indicativos de méritos.

Em seu mundo falso, esperou, esperou, esperou... e jamais encontrou o amor que tanto ansiava.

                                                                                            

22 comentários:

  1. MARILENE, genial essa sua postagem. Talvez por causa de meu tipo de trabalho, conheço diversas pérolas de pessoas que seguiram e estão seguindo o "roteiro" de sua postagem. São inteligentíssimas, meigas e muito dóceis, todavia vivem em outro mundo. Estão a espera do "príncipe encantado" e não se conformam de não tê-lo encontrado ainda. Tenho pena delas porque em vez de correrem atrás da felicidade, ficam esperando que a felicidade bata às suas portas. E tem que ser felicidade com "traje a rigor".
    É uma realidade meio triste perceber que vão passar a vida inteira a espera do que nunca virá.
    Enfim...
    Beijos.
    Manoel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até para sonhar é preciso ter maturidade. Não se pode perder as transformações do mundo e abrir mão do que a vida nos oferece, em nome de tolas ilusões.
      Bjs.

      Excluir
  2. Marilene,

    Seus textos são bárbaros e acabam nos levando a reflexões.
    Essa é uma realidade, conheço muitas mulheres assim.
    Essa não é a minha realidade ou não era.Sempre fui em busca de sapos que poderiam virar príncipes.
    Casei duas vezes com sapos. (risos)
    Minha preocupação é que com a maturidade vamos ficando mais exigentes, menos flexíveis e o "modelo" ideal fica cada vez mais afunilado.
    Um beijinho

    Lucia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão sobre a flexibilidade. Ri também, quando mencionou os sapos, mas estou certa de que, com sabedoria, escolheu os que lhe poderiam dar alegrias.
      Bjs.

      Excluir
  3. Ah, ilusão,viver sem ela é quase impossivel bjos querida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ilusões podem ser acalentadas, quando não se distanciam da realidade e impedem uma felicidade objetiva. Bjs.

      Excluir
  4. Então, temos as cinderelas , que idealizam, que se iludem e sempre
    saem machucadas, e temos também aquelas que não querem principes, nem
    sapos, querem um homem maduro, bem resolvido e que invista na relação a dois.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As cinderelas estarão sempre à espera, porque seu ideal inexiste. Os aparentes "sapos", podem nos trazer grandes alegrias. Talvez acobertem aquele que vai investir, respeitar e amar, de verdade. Bjs.

      Excluir
  5. É, de ilusão também se vive... Bem, se ela não encontrou o amor que tanto ansiava, a ilusão se tornou desilusão, ou ela continuou sonhando?

    Marilene, que foto esta do post! haja bom gosto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode-se chegar ao fim da vida mantendo os sonhos impossíveis (rss), deixando passar o tempo da alegria e da felicidade. A imagem, tirei da internet.

      Abraços

      Excluir
  6. Não sei porque alguns comentários não estão entrando nos blogs. Ficam na caixa de mensagens. Por isso, quando percebo, eu os transcrevo aqui. Já me perguntaram se exluí comentários e não é isso que acontece. Não o faço.

    ELAINE deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ILUSÃO":

    Ôi! Passando pra convidar! Tem post novo e presente muito especial! Vem! Cada coração amigo conquistado, é mais uma luzinha a iluminar a nossa estrada! Uma terça-feira radiante e abençoada! Abraço fraterno e afetuoso! Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch



    Postado por ELAINE no blog Visão Feminina em 14 de fevereiro de 2012 03:01

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui também havia uma nova postagem, querida. Mais uma vez, você passou tão rápido que não a leu. Bjs.

      Excluir
  7. Os sonhos também precisam que tenhamos os pés assentes no chão.
    De contrário, viram utopias...
    Excelente texto, gostei muito.
    Beijo, querida amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, meu amigo. Utopias não fortalecem, não enriquecem e nem dão prazer.
      Bjs.

      Excluir
  8. UAU!Texto forte e verdadeiro!É preciso sonhar,mas sem deixar de viver a realidade!Lindo seu blog!bjs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom recebê-la, Anne! O sonho não pode ultrapassar certos limites (rss).
      Bjs.

      Excluir
  9. Muito, muito bom seu texto! jamais deixar de sonhar com o pé no chão :)

    ResponderExcluir
  10. Olá! Muito obrigada pelo carinho!Passando pra avisar que tem post novo e campanhas! E desejar uma quarta-feira abençoada! Grande e afetuoso beijo em seu coração! Te espero..... Vem! Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch

    ResponderExcluir
  11. OI MANA,

    Viveu de ilusão e perdeu a oportunidade de mergulhar-se na realidade da vida, onde deixaria de ser princesa, mas, com o aprendizado natural que a vida proporciona,
    sairia rica de aventuras e ventura. Até para os sonhos existe limites. O príncipe passou por ela , mas a ilusão não permitiu que o visse.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  12. Marilene

    O amor é vida, por isso é na própria vida, num mundo, sempre em evolução que se nos abre,para que aprendamos um pouco de tudo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Daniel, é no mundo real que plantamos e colhemos. Bjs.

      Excluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...