17 de mai de 2011

QUER DINHEIRO ?


                                                        
Não consigo entender bem essa controvertida questão de inadimplência, em grande escala, hoje existente. Ou melhor, compreendo, mas não a ajusto aos padrões adotados no tocante à concessão de empréstimos pessoais. Para se conseguir valores necessários a grandes interesses, surgem muros extremamente altos. Tudo é demorado e complicado. E olha que as pessoas que se candidatam a créditos de valor mais alto geralmente têm condições financeiras para quitá-los.

Por outro lado, quanto menos recursos a pessoa tem, mais créditos consegue. Basta ter uma carteira profissional com registro de emprego. Fico impressionada com a pressão que as instituições de crédito fazem sobre elas . Minha auxiliar doméstica pode aceitar, com a maior facilidade, um empréstimo, um limite de cartão de importâncias que jamais terá condições de saldar. Se o "juízo" não se colocar aos gritos, a besteira será feita em poucos minutos.

E isso não acontece só com ela. Percebo o mesmo comportamento com outras pessoas. Algumas nem se importam, pegam o que lhes oferecem e quando pergunto como vão fazer para pagar, simplesmente respondem que vão ver na hora "H". O "juízo" não gritou ou se fizeram de surdas, mas compram o que desejam, viajam... e a dívida fica para quando Deus ajudar a pagar. Negativação?  Que diferença faz??? Quando precisarem, realmente, de algum bem, vão tentar uma negociação (já aconselhei muito isso, pois os valores caem bastante) ou pedir a algum amigo que faça a compra em seu nome. E coitados dos amigos!!!!
                                                             
Aposentados, então, nem se fale. Penso até que pessoas idosas, aposentadas ou pensionistas, não podem morar em casas ou apartamentos térreos (prédios pequenos). E a família tem que cuidar para que não atendam telefone ou pessoas. A oferta de crédito é inconcebível, assim como de mercadorias das mais diversas. E não me refiro a produtos vendidos na rua, mas por representantes de empresas, como filtros sofisticados, seguro... e por aí vai. Minha mãe  já entrou em uma dessas, comprando um purificador de ar cujas vantagens aclamadas pelo vendedor só poderiam mesmo convencer uma pessoa idosa e sem conhecimento sobre questões técnicas. Ela até acreditou que estava fazendo um bem para sua saúde. Sem contar que quem pagou fomos nós, mesmo sabendo que era tudo balela. O filtro está lá na casa dela, mas como objeto de decoração, para não dizer, um trambolho.

Hoje, quando ouvi a notícia das alterações quanto à não devolução de cheques por falta de fundos, fiquei mais uma vez pasma. Para não proceder à sua devolução nessa alínea, já que acabará importando na negativação do cliente, o banco vai procurar algum equívoco no preenchimento ou na assinatura. E o pobre do credor que arque com os prejuízos. Eu chamo isso de mais um auxílio, um auxílio ao devedor e uma contribuição para que ele assuma mais dívidas ( e sempre tome  cuidado para não se esquecer de cometer algum erro no preenchimento do cheque).

                                                               
Há um comercial na TV muito estimulante para todos os que devem. O empréstimo é concedido a aposentados e pensionistas, sem desconto em folha, sem comprovação de renda e mesmo que a pessoa já se encontre negativada junto aos órgãos competentes. E tem mais, poderá ser sempre renovado (até que o coitado perca tudo que ainda possa ter).

Estamos na fase da facilitação à inadimplência. As grandes lojas vendem tudo a perder de vista, basta uma CTPS comprovando o emprego. Nem se importam se o comprador já deve horrores. Não vão ter prejuízo. Há uma financeira por trás e os produtos podem ser retirados com facilidade, no caso do não pagamento. E vai o povo comprando. Não conheço ninguém que não tenha TV, máquina de lavar, geladeira e outros bens que nem são importantes. Têm celulares e os trocam a todo momento. Não tenho nada a ver com as compras, desde que possam pagar. Mas essas aquisições que menciono são feitas por quem eu sei que não pode, como a faxineira, o porteiro do prédio, a minha auxiliar doméstica. De R$10,00 em R$10,00 ou R$20,00 em R$20,00, parece pouco no ato da compra, vão comprometendo duas ou três vezes seu salário.
                                                           
Mas não importa. O crédito está fácil. Sempre há ligações telefônicas onde oferecem mais (não pra mim, pra elas). E a mídia mostra, sem cessar, o quanto é fácil comprar. Por isso temos uma infinidade de devedores (com o nome sujo, como dizem), e que agora contam, também, com mais essa vantagem: basta se "equivocar" no preenchimento de um cheque que se sabe sem fundos que ele não será devolvido por essa razão.

E viva o empréstimo!!! Quer dinheiro ??? Basta ficar atento à TV e atender todas as ligações recebidas de instituições de crédito. Quem tem pessoas idosas em casa, que se cuide. São vítimas fáceis. Aqui, minha mãe não fala com ninguém sobre esse assunto. E se fizer alguma compra pelo telefone (já aconteceu), quando ligam para confirmar digo que ela é idosa e nem sabia o que estava fazendo (hehehehe) . Logo correm!!!!




6 comentários:

  1. VC RESUMIU TUDO EM UMA FRASE:FACILITAÇÃO DE INADIMPLÊNCIA.
    BEIJOS E BOA NOITE!!
    CARLA

    ResponderExcluir
  2. É REALMENTE LAMENTÁVEL!
    QUANTO AOS CHEQUES O GOVERNO ESTÁ DEIXANDO DE ATENTAR PARA A SUSTENTABILIDADE DO COMÉRCIO, HOJE JÁ BASTANTE PREJUDICADO COM O HISTÓRICO DA INADIMPLÊNCIA.
    BEIJO.

    ResponderExcluir
  3. E um tema lamentavel.. é igual em todos os paises..

    nao gosto de ninhum goberno...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá boa tarde!!

    Comentar?

    Você disse tudo!

    Um beijo enorme!

    Espero por vc no Alma1

    ResponderExcluir
  5. Com certeza todo cuidado é pouco em se tratando desses "empréstimos" .. infelizmente as pessoas, na sua grande maioria, tem uma falsa ilusão e isso tudo acaba virando uma grande bola de neve sem saída.

    Beijocas super em seu coração Marilene!

    Verinha

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, querida amiga Marilene.

    Adorei!!
    Muitos velhinhos devem empréstimos e nem sabem. Tem gente que aproveita a facilidade e acaba confiscando a aposentadoria deles, por anos e anos.

    Um grande abraço.

    Muito obrigada pela sua atenção e gentileza.

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...