21 de mai de 2011

HERANÇA

                                                                

Muitos pais se preocupam em deixar bens materiais para os filhos. Querem dar a eles uma segurança que não receberam gratuitamente e pela qual batalharam, cresceram, aprenderam. Podem se sentir honrados por ter feito sua parte, ter educado os filhos, ter cuidado de suas feridas, ter dado apoio nos momentos de tristeza. Ter sido verdadeiros pais. Mas não se sentem satisfeitos. Querem, ainda, presenteá-los após a morte.

Costumo me perguntar o que fizeram, na maioria, esses filhos, para merecer isso. O que vejo, em famílias de grande poder aquisitivo, são filhos que esbanjam, que não sabem o valor real do que têm (em termos de afetividade e apoio), que não valorizam esforços, que não alimentam ideais ou lutam para alcançar, com seus próprios atos, os benefícios que almejam. Conjugam os verbos querer (de graça), possuir, ostentar... e outros do gênero. Mas não conseguem conjugar aqueles que seus pais utilizaram durante toda a vida. Mesmo os pais que receberam bens de herança, só os mantiveram porque deram continuidade ao trabalho. Atualmente, porém, heranças são de uso temporário, fenecem rapidamente. São como prêmios das loterias que os ganhadores logo jogam fora, eis que, deslumbrados, não souberam dar ao dinheiro um correto e seguro destino.
                                                                  

Hoje li mais uma notícia de assassinato de casal onde a maior suspeita é a filha. Aliás, essas ocorrências estão a aumentar de tal maneira que fico até assustada. Já ouvi pessoas comentarem que estamos no fim do mundo. Pais violentam filhas... filhos assassinam pais. A motivação??? Inadmissível. Alegação de padrões de anormalidade. Argumentos de defesa, tão somente. Esse tipo de assassinato, quando acontece, é muito bem planejado e não posso conceber que uma mente doentia os possa ter alimentado com tamanha riqueza de detalhes e de astúcia.

Meu pai nasceu em um dia 21 de maio. Já faleceu. Mas sempre o ouvimos dizer que o que vem fácil da mesma forma vai embora. Que dinheiro tem que ser fruto de trabalho HONESTO. Para ele, contratos não eram necessários, já que empenhara sua palavra. Os tempos mudaram, é certo, mas esses valores jamais perecerão. Nós os temos arraigados, fazem parte de nós, de seus cinco filhos. Se assinamos contratos, hoje, não é porque três de nós somos advogadas, mas porque a palavra perdeu seu valor. Até o cumprimento de pactos expressos nos levam, muitas vezes, à via judicial, em vista de seu não cumprimento pela outra parte.
                                                               

Ele foi um homem simples, sem diplomas, mas de grande capacidade para assimilar e aprender com a vida. E a herança que nos deixou, insignificante para muitos e suprema para nós, foi a educação, fundada na ética, no respeito humano, na moral.  Esses bens, imensuráveis, são aqueles que todos os pais deveriam ter em mente ao pensar na segurança futura de seus filhos. O verdadeiro valor de qualquer conquista está na luta em que nos embrenhamos por ela.


                                                           

Nascemos nús, inocentes e livres. Nascemos bons. Nascemos felizes. E vamos morrer levando tão somente as conquistas do espírito. Assim,  o que  deve passar de pai para filho são as experiências vividas, a exata noção do amor, da compreensão, da tolerância e, principalmente, do desapego a tantos valores materiais, eis que nem sabemos quanto tempo teremos para deles usufruir. Pra que sofrer para ter mais que o necessário (este indispensável), para viver no luxo, desrespeitando direitos e abraçando valores equivocados?  Dar aos filhos essa sabedoria é o maior presente que lhes podem oferecer.




5 comentários:

  1. MARILENE,
    EU PODERIA REPETIR OU REFORÇAR ALGUMAS DE SUAS PALAVRAS, MAS APENAS AGRADEÇO PELA HOMENAGEM QUE VOCÊ FEZ AO NOSSO PAI, NESTE 21 DE MAIO.
    DE REPENTE ME EMOCIONO E RELEMBRO VÁRIAS PASSAGENS DA VIDA DELE E PRINCIPALMENTE DE SEU CARÁTER E DE SUA HONRADEZ.
    BEIJO.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você Marilene!
    Que Deus o tenhoa, um pai que soube passar valores morais para os seus filhos, assim como o meu também, que já faleceu e muitos exemplos ao lado da minha mãe nos deu.
    Beijos e bom sábado,
    Carla

    ResponderExcluir
  3. Muito bom.
    Sucesso com o blog!
    Ale.

    ResponderExcluir
  4. Amar a si próprio é uma das artes mais complicadas que o ser humano tem que enfrentar, mais é preciso. Este amor por si será o mesmo transmitido as pessoas que estão do seu lado dia a dia. Feche os olhos e viaje até chegar ao nada, respire fundo e solte o ar lentamente, continue de olhos fechados, então abra cada porta que estiver fechada. A porta do amor, da verdade, da alegria, e a porta mais cobiçada pelos homens a da Paz Interior. Feche as portas que estão abertas e que batem quando o vento forte chega, a porta da inveja, da insegurança e da falta de vida. Não estou aqui para passar lição de vida para ninguém, mas passo o que aprendi até o dia de hoje, talvez amanhã você tenha algo para passar para alguém, algo que aprendeu ou descobriu em si mesmo ao olhar o seu reflexo distorcido na água de um rio que nunca para, mesmo com a correnteza fraca.
    bjos minha querida amiga MARILENE estou adorando teu blogger, muito lindo que escreveste fique na paz ASS ((( ARLINDO )))agradeço sua visita em meu blogger volte sempre bjos

    ResponderExcluir
  5. .

    Dois, um para cada blog. Você
    é maravilhosa, simplesmente,
    maravilhosa...

    silvioafonso






    .

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...