22 de abr de 2011

PABLO NERUDA


                                                                  


Mais um lindo e significativo poema que nos leva à reflexão. Não  importa o que seja o indivíduo, desde que dê o melhor de si naquilo que realiza. E isso NERUDA traduziu em versos que não se esquece, razão pela qual o escolhi para esta postagem.

                                                       
                               

Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.



3 comentários:

  1. REALMENTE, PABLO NERUDA DISSE TUDO COM ESSES
    VERSOS. NÃO IMPORTA O QUE FAÇAMOS, DESDE QUE SEJA
    COM ALEGRIA E DANDO TUDO DE NÓS; FAZENDO O MELHOR QUE PUDERMOS. É MERITÓRIO NESTE MUNDO E NAQUELE PARA O QUAL PARTIREMOS UM DIA.
    BJ.

    ResponderExcluir
  2. Ah Se não sermos algo para alguém...
    Ah se não formos algo para nós, para nosso espelho
    Ah Se não tivermos a oração na ponta da lingua,
    Ah Se não tivermos a situação na palma da mão!!!

    Tudo conjunturas!!! bj de chocolate ao sorriso mais cativante que sigo... Mari, bjao!

    ResponderExcluir
  3. Olá Marilene!.. Obrigada pela visita e cá estou para conhecer seu cantinho e me deparo com esse espetáculo que é Pablo Neruda!.. Já estou lhe acompanhando.. com certeza virei mais vezes [:)]

    Uma beijoca em seu coração e uma Feliz Páscoa para você!

    Verinha

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...