14 de nov de 2011

NOSSAS PRIORIDADES

                                                              
As grandes potências mundiais atravessam séria crise. Certamente, o resultado da fervura será leite quente derramado sobre todas as outras, que já lutam para superar suas dificuldades. Leio, em alguns blogs, versos lindos, trazendo inconformismo e indignação, por parte de talentosos poetas que vivem, na pele, a nostalgia desses povos, diante do desemprego, das falências, do sofrimento.  

Mas, no meu dia a dia, nada ouço a respeito, dito por brasileiros. Porque se preocupariam? O Natal está chegando e precisam comprar presentes. Estão negativados, mas vão resolver essa situação com um acordo, para depois cair na lama, mais uma vez. Com tantos feriados, outras coisas lhes ocupam a mente, como onde ir, o que fazer. Os carros não passaram por revisões, não estão bem cuidados, mas servem para levá-los até a praia mais próxima, onde relaxarão, sem se preocuparem com o futuro. Estradas cheias, acidentes, pressa, falta de cuidado com crianças... isso não é importante. Estão estressados e o mundo pode virar do avesso que por nada perderiam a oportunidade de "descansar".

                                                    
No Brasil, vivemos, realmente, de ilusões. Temos uma crença inabalável de que tudo dará certo. Criticamos, censuramos, mas continuamos com nossas vidas. Aliás, os futuros eventos que vamos sediar farão todos felizes. Temos capacidade para arcar com esse ônus. Um país com um povo tão criativo, tão sorridente, tão esperançoso e confiante, não sucumbirá a essas despesas, não será atingido por qualquer tipo de crise. Para que nos preocuparmos? Temos governantes conscientes e sábios. Nós os elegemos. Corrupção? É sempre descoberta por algum jornalista e logo dão um jeito. A polícia cuida muito bem dos crimes e infrações. Até ocupa, atualmente, as comunidades. Recusa propina. Coisa pequena, proteger traficantes... incidente isolado.

                                                                
Deixa a vida nos levar, como a letra da canção. Pra que ocupar a mente com outro tipo de preocupação? Fim de ano está aí, décimo terceiro, férias, gastos... No começo do ano , começaremos  a pensar no IPTU, IPVA, IR... Agora, há coisas prioritárias a se considerar, que é gastar e passear. Aliás, já providenciaram a árvore de Natal? E a roupa de Papai Noel? 

(Imagens retiradas da internet. Se, eventualmente, estiver a ferir direitos, solicito seja avisada, para imediata regularização)

15 comentários:

  1. Mari querida....
    Como diz meu maridão aqui: "Algumas pessoas só estão nessa vida a passeio..."
    E como lutamos para que nossos filhos consigam ver a importância que as posições e decisões deles são na vida!!!
    Adorei o post!!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  2. Marilene querida!

    Realmente tem gente que deixa a vida levar para onde ela quiser e ainda vai de olho fechado para ver se encontra um barranco para fazer como a Carolina do Chico Buarque, que só via a vida passar da janela...ai ai...ainda bem que não somos assim...beijos no coração

    ResponderExcluir
  3. Minha amiga tão querida, acho que é a segunda vez que vou falar isso aqui, mas me lembrei da Lya Luft de novo rsrs Não sei se vc gosta, mas esse post me lembrou o último livro dela que chama "A riqueza do mundo" e ela toca em muitos temas que são big problemas e as pessoas colocam uma venda nos olhos pra não enxergar. É incrível mesmo, como está invertida as prioridades.

    bjokitas recheadas de carinho pra ti :)

    ResponderExcluir
  4. Uma palavrinha resume seu belo texto amiga: alienação que piora a cada geração!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Marilene

    Post impecável como sempre. Numa sociedade aonde o ter se confunde com o ser a alienação acaba por ser quase uma defesa.
    Já montei a árvore e faremos um Natal bem pé no chão.
    Um Natal bem " foi feito por mim".
    Beijinho

    Lucia

    ResponderExcluir
  6. MARILENE, essa é a postagem que estava faltando! O ser humano, não sei se só o brasileiro, tem uma tendência para o doce iludir-se. Acaba se acostumando com isso e passa a viver isso. É como a pessoa que começa a mentir quando criança e trinta anos depois (continuando a mentir), descobre que sua vida é inexistente. É um gás que se evaporou. Acostumou viver mentirosamente.
    Se a gente não luta com muita persistência para modificar isso tudo, de nada adianta sermos chamados de um "país emergente". Nem sabemos de onde estamos emergindo.
    Você trabalha muito. Se arrebenta e fica na ilusão de poder ter bastante conforto. Como diz o "caipira" do interior, "Quem trabalha não tem tempo para ficar rico". Não vou me alongar muito, mas veja como exemplo o que dá maior lucro. Bancos, é claro. O que eles produzem? Será que não entendemos o exemplo de Midas ou pensamos que poderemos comer dinheiro!
    Marilene, adorei esse blog seu.
    Beijo no seu coração.
    Manoel.

    ResponderExcluir
  7. Marilene

    Realmente grande parte do mundo está numa crise, numa recessão avassaladoras. O Brasil é famoso por ser o país, cujo lema é, futebol e carnaval. Porém, o mercados financeiros
    constatam ter hoje uma economia emergente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá mana,
    Nosso povo é bem sossegado e suas contestações
    se limitam à sala de televisão ou aos barzinhos, com a turminha. Povo relax!. Até para se insurgirem contra o que lhes incomodam o fazem na zona de conforto. Somos um povo cordato e esperançoso. Creio que grande parte dos brasileiros vive um dia de cada vez, sem se preocupar com o futuro próprio ou da própria nação. Afinal, há interesses mais prazerosos, que merecem prioridade: samba e futebol!
    E, falando em Natal, ainda não entrei no clima.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  9. Obrigada querida Marilene!`
    É um cantinho simples com textos curtinhos e também simples,para falar de Fé,esse dom imprescindivel em nossa vida.
    Beijo no coração.

    ResponderExcluir
  10. Concordo que a grande maioria não está nem aí...
    Porém, eu sou tuiteira e tenho mais de 3000 seguidores. Lá, a maioria se preocupa sim. Lutamos muito do jeito que podemos para, denunciar, colher assinaturas, promover marchas, etc...Inclusive temos um blog coletivo, só de mulheres, que informa e denuncia tudo sobre política.
    Tenho fé que estamos no começo de um reviravolta. Mesmo porque, tudo tem que ter um fim. Até a corrupção terá um fim, porém, isso não acontecerá imediatamente, mais gradativamente.
    Você já conhece nosso blog coletivo?
    http://crocantinhassuperpoderosas.blogspot.com

    Somos apartidárias mais patriotas, dispostas a lutar até o fim para mudar esse Brasil!
    Se quiser, pode participar do blog também. É só me falar que eu te envio o convite!
    Beijão

    ResponderExcluir
  11. Marilene, ainda falta no brasileiro, diferente de outros povos, a consciência de sua força. Aqui, o pão que nos dão, para saciar a nossa fome de justiça é carnaval, futebol, festas, enfim. Nada contra tudo isso. Por sinal, gosto de muitas delas. No entanto, isso não pode ser o docinho que nos dão para adoçar nossa boca, enquanto somos enganados e usurpados pelos donos do poder. Parabéns pelo artigo. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  12. amei sua critica eh por aí msm, precisamos prestar atençao aos eventos mundiais!
    bjs

    ResponderExcluir
  13. O mais preocupante é o efeito alienante dessa cultura consumista na cabecinha da crianças... que tipo de adultos eles serão????

    ResponderExcluir
  14. Erótica mulher


    Erótica mulher
    em você está
    a satisfação,
    o tesão,
    o desejo,
    e o amor,
    que me coloca
    em transe...
    Erótica mulher,
    doce menina
    das grandes noites,
    deixe a minha boca
    ir onde ela quiser
    porque ela encontrará
    o paraíso,
    que nos levará
    ao céu...


    Poeta Francis Perot

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...