17 de abr de 2011

TEMPO DE AMOR E DOR


                                                                        

De vez em quando precisamos do silêncio para ouvir o que tem a dizer nosso coração. São tantas as mensagens da vida que corremos o risco de nos emaranhar em seus fios, perdendo o rumo e o prumo. Nos momentos em que tudo parece desabar, que um amor se foi, que a desilusão nos quer tornar frios, pessimistas, precisamos nos voltar para o íntimo, na busca da verdade. Podemos ser guiados, equivocadamente, por falsas cores, por falsos amores, por falsos amigos. Mas jamais seremos enganados pela experiência e pela sabedoria. Estas não chegam fazendo alarde, caminham devagar, alimentam-se com pequenos bocados.

De vez em quando precisamos do silêncio para rever passos, analisar circunstâncias, repensar valores. Não é perda de tempo parar, sentar, deitar, meditar. Pensamentos  que se atropelam, mágoa, lágrimas, têm duração temporária, como o vírus de uma gripe. Devem seguir todo seu ciclo de existência para que possamos recomeçar.

Aquele velho ditado sobre a cura de um amor com outro não tem realismo. Nem tudo na vida pode ser substituído com essa facilidade. Não trocamos de amigos porque nos desentendemos com eles. Não trocamos de casa porque um vizinho nos incomodou. Não trocamos de carro porque ele recebeu um arranhão. Não trocamos (ou não deveríamos) de amor porque alguém nos desiludiu.


                                                                   
As dores têm que ser suportadas para serem eliminadas sem deixar sequelas . As lágrimas têm que cair para trazer o necessário desabafo. O sofrimento tem que machucar e não ser ignorado, para trazer a experiência e ser superado.

Ninguém passa intacto pela vida. Todos temos cicatrizes, sejam ou não visíveis. Não são elas motivo de inibição, são a demonstração de que, apesar delas, permanecemos sempre inteiros. Nosso corpo, se mutilado, assim permanecerá. O mesmo não acontece com as mutilações da alma. Esta tem a capacidade de se recuperar, de se renovar, de voltar a ter cor e alegria. Nosso reservatório de persistência, tolerância, amor, é muito maior do que imaginamos. Quando seu nível baixa, sofremos. O importante é não permanecermos nessa condição além do tempo normal de seu ciclo. Temos sempre que viver a dor para, mais uma vez, nos colocarmos livres para o amor.

5 comentários:

  1. Incrеasingly реоple аre adoрting this approach ωhich
    they're discovering pretty simple to practice.

    my web-site ... narutoreturn.net

    ResponderExcluir
  2. Good dаy! Thіs ρoѕt сouldn't be written any better! Reading this post reminds me of my good old room mate! He always kept chatting about this. I will forward this page to him. Pretty sure he will have a good read. Thanks for sharing!

    Look into my site :: Blu E Cigs

    ResponderExcluir
  3. For females who're pregnant, this item can also support stop the formation of those ugly stretch marks.

    Also visit my blog post news
    Also see my web page > best Site

    ResponderExcluir
  4. bookmarked!!, I really like your blog!

    Feel free to surf to my weblog: ford ranger forum

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...