17 de mar de 2011

ESCOLHAS


Procurando imagens para usar em minhas postagens, essa me chamou a atenção , em vista das tragédias ocorridas no Japão. Trata-se de uma foto atribuída a Alexander Leontakiamakos, com o título Resumo Mandala de Cura para os povos do Japão. Optei por colocá-la nesse meu diário, eis que as fotos do terremoto e do tsunami estão espalhadas pela internet, não saem dos noticiários, trazendo-nos a dor daquele povo que, através dos séculos, está a se reerguer após grandes calamidades.

Quantas vezes caímos e nos espalhamos no chão, como se nosso mundo tivesse desabado para sempre. E ali ficamos até que uma alma amiga nos levante, nos conforte, nos diga palavras de estímulo. E nos tire da dor.

Esse não é, porém, o comportamento de todos. Há os que, após a queda, se levantam mais fortes. Olham para atrás, rapidamente, apenas para assimilar as razões do tombo, de modo a evitá-las no presente e no futuro, e seguem adiante. São os que merecem admiração pois não se deixam enterrar por pequenas porções de terra.

A vida é feita de escolhas. Já ouvi essa frase em diferentes oportunidades. Não deixa de ser verdade, seja no campo pessoal,  no profissional, e até mesmo no religioso, onde é comumente usada. Não basta apenas escolher, mas saber escolher, realizando para isso uma análise objetiva dos caminhos, sem deixar de lado os aspectos negativos. Podemos desejar o que não nos vai ser útil, não nos vai possibilitar uma vida pacífica e harmoniosa. Colocar tudo na balança, com senso de oportunidade e de justiça, é uma das primeiras opções.

Há dificuldades, há imposições, há inviabilidade e até crueldade nas escolhas. Digo crueldade porque me lembro do livro de Wiliam Styron - A ESCOLHA DE SOFIA,  e de um filme que vi, recentemente - SEPARADOS PELO DESTINO. Em ambos, uma pobre mãe se vê diante da escolha de qual filho deverá sobreviver. No primeiro, um será morto nas câmaras de gás , na terrível época do nazismo; no segundo, apenas um poderá ser salvo dos escombros de um terremoto na China.

Discorri sobre esse tema, de forma simplória, tão somente pelo infortúnio vivido pelo povo do Japão.


O mundo lhe é solidário, mas os povos também se afligem em vista das consequências , que podem ser mais abrangentes, em vista dos efeitos da radiação, ainda não devidamente esclarecidos.

Só podemos esperar que essa tempestade passe e nos mostre , mais uma vez, o arco-íris, já que os japoneses, com sua forma de cultura, não ficarão esparramados pelo chão esperando aquele ombro amigo. Faz parte de suas elogiáveis tradições vencer as adversidades e se reerguer, ainda que das cinzas, com a mesma dignidade.
                                                  

Um comentário:

  1. COM EFEITO, OS JAPONESES NÃO SE DEIXAM DERRUBAR PELA TRAGÉDIA. SÃO CULTURALMENTE FORTES E LOGO, COM CERTEZA, PASSADO O PERIGO ACLAMADO, JÁ ESTARÃO RECONSTRUINDO SUAS VIDAS.
    ABRAÇO.
    VERA.

    ResponderExcluir

Marque presença! Ficarei feliz com seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...